Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Utensílios Queridos’ Category

É um trio de facas muito legal de se ter em casa. Sobre a faca de chef, já escrevi num outro post, e ela continua sendo um item indispensável na cozinha, que serve para cortar carne, picar cebola, ervas e etc., mas se você quer melhorar o seu “arsenal” vai precisar de pelo menos mais duas delas.

facas eugourmet

A faquinha menor que eu mostro na foto acima é a de cortar legumes, é uma faca que você pode usar para descascar os legumes, retirar pequenos defeitinhos, cabinhos e outros detalhes menores em que é necessário segurar o legume na mão para poder cortar, ou seja, não tem como apoiar numa tábua. Já imaginou descascar uma batata com uma faca de chef?!?! Perigo total e pouco resultado.

A faca média é a de desossar. Aí você deve estar pensando: “eu, desossar um frango?!?!”. Eu também pensava assim, é muito mais fácil pedir tudo pronto do açougue! Mas as vezes o açougueiro não faz exatamente como a gente precisa e essa faca também é muito útil para limpar um filé mignon, retirar gorduras e nervos de qualquer carne que seja necessário.

Enfim, acho que com essas três facas você fica bem “armado” para enfrentar as aventuras na cozinha. Se for comprar, opte sempre pelas facas com lâminas inteiriças que são mais firmes e não tem risco de quebrar e causar acidentes. Guarde-as sempre bem secas e com a lâmina protegida para que durem bastante tempo e, por último, mantenha sempre afiadas para que você tenha bom resultado nos preparos, faca boa é faca afiada! Leia também: Faca – Como escolher a melhor.

(foto: eugourmet)

Anúncios

Read Full Post »

DSC_6714

Nenhuma cozinha “amadora” precisa ser completamente equipada, mas tem algumas coisas que não podem faltar! Selecionei alguns utensílios que, na minha opinião, são indispensáveis para qualquer cozinheiro.

Colher de pau é uma das maravilhas que foi inventada há muito tempo e que ainda é super útil, além de não riscar as panelas. A melhor opção hoje, para quem está pensando em adquirir, são aquelas feitas de bambu, pois tem ação antibacteriana, são menos absorventes e por isso são mais higiênicas.

Uma boa espátula de silicone também não pode faltar. Dê preferencia àquelas que suportam o calor pois podem seu utilizadas para mexer alimentos quentes também. Não riscam as panelas e são ótimas para raspar os recipientes, por isso algumas são chamadas de “pão duro”, pois não deixam sobrar nadinha.

Um batedor fue (fouet), também chamado de batedor de ovos, serve para mexer preparações que precisam ficar bem homogêneas sem empelotar como bolos, cremes, molho branco, brigadeiro, etc.

Por último, uma boa faca de chef. Não tem como cortar bem cebola, ervas, carnes, entre outros, sem uma boa faca.

(foto: eugourmet)

Read Full Post »

Ouço muito as pessoas falarem que seguem direitinho as receitas e que mesmo assim não dão certo. Mas afinal, o que será que acontece? Não posso garantir, mas acredito que pode ser que as medidas utilizadas não estão adequadas, pois algumas xícaras são maiores e outras menores, algumas colheres são mais fundas e outras mais rasas, sem contar aquele “morrinho” de ingrediente que fica para fora da xícara e que interfere no resultado.

O uso de medidores de cozinha pode ajudar você a fazer suas receitas darem certo. Basicamente temos dois tipos: medidor de xícara e medidor de colher. São de várias marcas, tipos e cores, mas recomendo que seja o mais higiênico possível. E lembre-se, sempre que for usar o medidor, use as mãos ou uma faca para nivelar a medida e tirar o excesso do produto.

Esses que você vê nas fotos são da marca Brinox e custam em média 50 reais o medidor de xícara e 30 reais o de colher. Eu prefiro esses de inox, mas você define aquele que acha melhor. São utensílios bem duráveis e valem o investimento.

Read Full Post »

A colher de bambu é a nova colher de pau, que atravessou séculos e se mantém viva nas casas das pessoas, talvez em menor escala, devido à modernização e surgimento de vários novos produtos, mas certamente ainda há pelo menos uma na maioria das cozinhas do mundo.

As questões de higiene foram determinantes para que, com passar do tempo, ela fosse substituída por utensílios de ferro, inox, plástico e silicone, que são mais higiênicas e práticas para usar. A colher de pau absorve muito líquido e favorece a proliferação de bactérias. Mas hoje, com a onda de sustentabilidade que estamos vivendo, a colher de pau volta à cena com uma nova roupagem: a colher de bambu.

A colher de bambu tem os mesmos benefícios que a colher de pau comum, pois não danifica o revestimento anti-aderente (teflon) como as de alumínio ou aço inoxidável, o cabo não esquenta, é ideal para mexer alimentos que levam muito tempo no fogo, é leve e resistente e é uma peça inteiriça, sem parafusos e saliências, o que facilita a limpeza. Além desses benefícios, a colher de bambu é mais fina e leve, mais resistente ao calor, tem menor absorção de líquidos, tem ação antibacteriana e não fica escura com tanta facilidade se for bem conservada. Hoje, já há vários utensílios e itens de cozinha feitos de bambu ecologicamente corretos como saladeiras, bandejas, pratos, bacias, espetos, tábuas, etc.

Dicas para manter sua colher de bambu bem conservada:

– Lavar somente com esponja macia e com bem pouco detergente, nunca em máquinas de lavar, secando imediatamente após a lavagem.

– Nunca deixar de molho (submersa);

– Nunca deixar secar no sol para não ressecar;

– Guardar sempre em locais arejados e longe da luz intensa.

E, convenhamos, a colher de bambu não é um utensílio tão caro que não possa ser subtituído quando estiver velhinho. Quando escurecer ou estiver desgastada demais pelo uso, troque por uma nova. Assim você não passa vergonha quando for cozinhar com ou para os amigos.

Read Full Post »

Uma boa faca é uma “arma” indispensável para qualquer cozinheiro. Aproveitando a dúvida de um leitor, vamos bater um papinho sobre algo que parece tão simples, mas que pode também ser uma dúvida sua. Afinal, estar afiada não basta para uma faca ser boa.

As boas facas não são muito baratas, mas se você comprar a peça certa vai tê-la por muito tempo, podem ser nacionais ou importadas. Essa foto acima, que capturei no site da Tramontina, expressa perfeitamente o que quero mostrar.  Veja que é uma faca bem reforçada e que a lamina é inteiriça, ou seja, entra no cabo, não vai quebrar como as que não são de lamina forjada. Veja a diferença na foto abaixo.

A faca ideal tem uma “barriguinha” próxima ao cabo, onde podemos apoiar os dedos e ter mais firmeza e segurança para cortar, pois você consegue segurar a lâmina e o cabo ao mesmo tempo.  Uma faca de aproximadamente 35 cm de comprimento é multiuso, serve para cortar vários tipos de alimentos e daí você pode ter apenas uma.

Vale dizer que estar afiada é sim, muito importante para ter bom resultado com o utensílio, tenha cuidado ao manusear produtos cortantes. E, para garantir maior durabilidade, recomendo secá-los bem após a lavagem, não deixe úmido ou secar com respingos de água.

Read Full Post »

RAMEQUINS

Para quem ainda não conhece, ramequins são esses potinhos de porcelana que podem ir ao forno. Você certamente já viu um desses em algum casamento, formatura ou outro jantar que tenha ido, pois hoje é muito comum em vários tipos evento.

Os ramequins podem ser usados para várias receitas de forno como creme brulé, pudins, escondidinhos, suflês e outras receitas doces ou salgadas. Em casa, fica muito legal para servir entradas em jantares para os amigos.

As porções individuais estão super na moda, mas se você é como eu, que tem medo de faltar, faça uns dois ou três a mais pra garantir, mas resista à tentação de fazer dois por convidado para depois não ficar com muita sobra de comida. Se o cardápio por composto só desse prato, então você terá que calcular melhor o consumo, além de ter que dispor de uma grande quantidade de ramequins.

Várias lojas e até supermercados oferecem diversos modelos e cores, dá vontade de ter de todos, mas o mais comum é o branco com listras na parte externa, é básico e combina com qualquer tipo de louça ou decoração de mesa. Lembre-se que devem ser servidos sobre um prato de sobremesa, já que saem do forno pelando de quente. Se achar que é necessário, avise os convidados que não toquem no ramequim, pois alguns, mesmo que involuntariamente acabam colocando a mão e podem se queimar.

Quem sabe esse não pode ser seu próximo investimento gourmet? É uma forma chique de voltar a brincar de casinha!

Read Full Post »

Tenho que concordar que é muito charmoso quando assistimos na TV os chefs moendo a pimenta sobre os alimentos. Mas não é só pelo charme que se faz isso. A pré-moagem oxida e degrada as propriedades da pimenta, a pimenta moída na hora é muito mais aromática e saborosa, tem cheiro inconfundível, é como despertar algo que estava dormindo (poético…).

A pimenta em grão tem preço bem acessível, mas não compre em grande quantidade, pois com tempo ela perde propriedades e fica com cheiro bem suspeito. Os moedores podem custar de R$ 10,00 a R$ 500,00. Já comprei um de madeira que não durou muito e agora uso um de acrílico bem resistente. Esses que você vê na foto acima são  fabricados pela Peugeot, fabricante de carros, chique não? Mas você não precisa comprar um tão caro para ter o resultado que deseja.

Você pode ter um para sua pimenta preferida e outro para mix de pimentas que você mesmo pode compor. Eu prefiro sempre usar a pimenta branca, é mais suave e assim tenho menos chance de errar. Experimente! Você vai ver que vai além de puro charme!

Read Full Post »

Older Posts »